historico

 O QUE É O COMITÊ MUNDIAL DA PAZ

           O Comitê da Paz é uma ONG oriunda dos Ex Integrantes das Forças de Paz da ONU, Btl Suez, Faixa de Gaza que pioneiros em missão humanitária, foram agraciados com o premio Nobel da Paz, (Edição 1988), pelo que nos sentimos motivados e compelidos a prosseguirmos fieis aos ideais preconizados pela ONU há mais de cinco (5) décadas na busca de um mundo mais justo e mais humano. Nossa participação consiste em estes dias, considerando que a maioria do nosso grupo, temos mais de 70 anos, esta embasada em palestras nas escolas, especialmente de prevenção e combate as drogas, importância na preservação da natureza e do meio ambiente, apoio as MAES OPERARIAS, com apoio a implantação de creches, ASSISTENCIA A IDOSOS, pois assim entendemos que isso é contribuir para diminuirmos as desigualdades sociais, fazendo Pátria!

           Principais atividades do Comitê Mundial da Paz, cuja inscrição sob o CNPJ No. 03.165555.0001-81, são as seguintes:

01- Ressaltar os trabalhos das Forças de Paz.

02- Premiar aos que praticam a filantropia e a justiça social com diversas nomeações determinadas pela AGE e Diretoria da Entidade.

03- Interceder junto às autoridades nacionais e internacionais, apoio aos tramites beneficentes e asilados ou constrangidos políticos.

04- Levar palavras de conforto aos moribundos, reclusos, desabrigados, estrangeiros detidos, etc.

05- Denunciar hospitais e locais inadequados à recuperação a que se destinam, penas vencidas, maus tratos, coações, etc.

06- Possibilitar advogados nos casos mais justificáveis através da OAB e outras instituições para transferências de presos quando os motivos assim justifiquem.

07- Promover campanhas de captação de recursos para obras assistências já programadas dentro do Calendário anual da entidade.

08- Formar grupos que meditem em correntes de paz e divulguem esta mensagem em escolas, grêmios, não como religião ou seitas e sim como filosofia para atenuar a  Violência em suas varias formas.

09- Realizar eventos de captação de recursos que estão sobre nossa responsabilidade em convênio com outras entidades afins.

10- Apoiar as policiais civil e militar, guarda municipal, acidentados em combates que necessitem de cirurgias, próteses ou tratamentos em centros mais adaptados a

recuperação, incluindo tramites de viagens (com vistos) ao  exterior com acompanhante, interprete e recomendação através de autoridades pertinentes e amigos do Comitê Mundial da  Paz.

11- Criar grupos de apoio aos potenciais suicidas, bem como a creches, orfanatos, asilos, dependentes, etc.

12- Apoiar movimentos que busquem minorar as diferencias sociais e formar um mundo mais justo e mais humano.

13- Apoio irrestrito que visa à preservação da Região Amazônica “Pulmão do Mundo e patrimônio da Humanidade”.

 

 

HISTÓRICO DO COMITÊ DA PAZ

           Em 29 de Outubro de 1956, o presidente do Egito, Gamal Abderl Nasser, nacionalizou o Canal de Suez e proibiu a passagem de navios israelenses pelo canal.

A atitude de Nasser desagradou aos ingleses e franceses que mantinham o monopólio sobre esta importante via de navegação.

           A reação das partes que se sentiram prejudicadas não demoraria: Em poucas horas começaria a intervenção militar dos europeus e judeus. Enquanto os ingleses e franceses ocupavam a zona do Canal, Israel invadia a Península do Sinai e ocupava o enclave jordaniano, a oeste do Rio Jordão, de tal forma que, parte da cidade santa de Jerusalém ficou dentro dos limites de Israel.

          Tanto os Estados Unidos quanto a UURSS, se opuseram aos atos de guerra, mas foi da União Soviética que partiu o ultimato para que as forças invasoras abandonassem suas posições. Sofrendo as pressões diplomáticas da ONU o das duas grandes potências os europeus logo se retiraram e os judeus, um ano depois.

CRIAÇÃO DA UNEF

          O presidente egípcio busca a proteção da ONU o, em 03 de novembro de 1956 foi criada a UNEF, United Nations Emergency Force (Força de Emergência das Nações Unidas). Então os “Boinas Azuis” entram em cena estabelecendo-se na Faixa de Gaza, uma área de 100 km de comprimento por 10 km de largura.

 

          Esta Força de Emergência era formada por contingentes do Brasil, Canadá, Índia, Dinamarca, Noruega, Suécia e Iugoslávia. Cada um destes grupamentos tinha em média 600 homens, entre praças e oficiais, num total de 4.200, representando as sete nações durante um ano, renovando seus efetivos a cada ano.

          O Contingente brasileiro, formado em sua maioria por elementos de Minas Gerais, da 4 ª Divisão de Exército, convocado a 05/08/1959, cumpriu a sua missão em um ano e meio: No próximo dia 5 de Agosto de 1989 comemora os 30 anos de sua convocação com importante solenidade a realizar-se no 12 º Batalhão de Infantaria e ginásio de 4 ª Brigada, em Belo Horizonte, promovida pela ABIB e 12 ª BI.

 

MISSÃO DA UNEF

          A missão da Força de Paz da ONU estabelecida na Faixa de Gaza, ao longo da ADL, Artística Demarcation Line (Linha de Demarcação do Armistício), isto é, a fronteira física e política entre Israel e Egito, era observar e patrulhar a área, evitando que elementos árabes ou judeus cruzassem a linha.

          Os sentinelas que trabalhavam P. O (posto de observação) dispunham de armas apenas para autodefesa, além de binóculos e telefone. Os efetivos da Força de Paz não participariam do conflito existente, apenas observariam as duas partes conflitantes: árabes e judeus. E assim se deu durante os dez anos de atuação da UNEF na área.

          Não foi fácil cumprir a missão devido a uma serie de dificuldades encontradas na área:

- Choque psicológico pela troca da Pátria pelo país estrangeiro com paisagens naturais e humanas bem diferentes; tendo que desativar minas com alto preço para nossas vidas.

- Dificuldade em se expressar no idioma estrangeiro;

- Variações climáticas rigorosas, com temperaturas que oscilavam entre os 50 º graus centígrados (de dia) e O º (à noite), além das tempestades areia;

- Ingestão de água salobra (água do mar tratada);

- Área das mais endêmicas do mundo: lepra, tuberculoses e tracoma, entre outras doenças, o que obrigava os efetivos se submeterem a uma bateria de vacinas para imunização;

- Existência de escorpiões, víboras e outros animais peçonhentos.

- Precários alojamentos em barracas de lona e madeira, sujeitos as intempéries;

- Campos minados, sem o mapeamento devido para permitir deslocamentos em viagens perigosos.

- Terrenos minados com perdida de órgãos vitais e até a própria vida como ocorreram com alguns infortunados companheiros. Em outros casos houve colegas que pela tensão vivida dia a dia com as ameaças de parte a parte (me refiro aos fedains soldados Egípcios e o pessoal dos Kibutz Israelitas) que para se matarem primeiro tinham que atar-nos e isso terrível e o medo, pânico, nervos, fizeram colegas menos forte correrem loucos!

          Foram muitos os problemas mas a missão valeu o Prêmio Nobel da Paz 1988 que trouxemos para a Pátria .

 

O COMITÊ MUNDIAL DA PAZ

          O Comitê Mundial da Paz, foi criado para lutar e obter melhorias para nossa classe, ademais de apesar do estado de calamidade que atravessamos, nos propomos a efetuar um trabalho de iniciativa própria do Comitê, no âmbito da filantropia, pois havemos estado cara a cara com a miséria, que nossos ideais de lutar por um mundo mais justo e mais humano, não nos permite fecharmos os olhos aos nossos irmãos da África, Kenya, Tanzânia, Luanda, Ruanda, Moçambique, Haiti, etc.

 

          Ratificamos que o Comitê da Paz é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, reconhecidos pela Federação Mundial de Entidades Filantrópicas e presta serviços solidários no âmbito dos Direitos Humanos e que desde 1988 obteve através da ONU o Premio Nobel da Paz pela missão do Canal de Suez 1957/67 na qual nós os fundadores fomos integrantes das Forças de Paz e portanto somos parte deste reconhecimento além é claro de obtermos a menção de honra reconhecida por várias organizações especializadas em direitos humanos dentro e fora do país.

 

O QUE É A COMENDA DA PAZ COMENDA DA PAZ NO GRAU DE EMBAIXADOR DA PAZ E DO SOCIAL

          A COMENDA DA PAZ é uma distinção especial do COMITÉ MUNDIAL DA PAZ que foi creada para HOMENAGEAR e destinar a pessoas únicas e pessoas coletivas que se destacaram na promoção da paz, por meio de atividades de pesquisa, relacionados, esportes, arte, cultura, a contribuição literária, campanhas pacifistas, filantropos, Benfeitores, Enfim, ações que promovam a dignidade humana, a erradicação da fome, pobreza, drogas combater a violência (em todas as formas), em especial para a defesa dos direitos humano, defesa do meio ambiente, combate a pedofilia e qualquer tipo de discriminação.

          A COMENDA DA PAZ foi criado para incentivar, valorizar, estimular, reconhecer, premiar (simbolicamente) a essas personalidades que contribuíram com o seu trabalho de casa, trabalho, amador ou profissional DEDICAÇÃO a uma multiplicação de imagem positiva para a formação da juventude , seja no campo da ação social, a ciência, a defesa do meio ambiente, esportes ou qualquer tipo de sucesso HUMANO.

          ESTES PRÊMIOS ESTÃO AI NA HISTORIA QUE O BRASIL E O MUNDO DEVE CONHECER : OS BOINAS AZUIS DO BRASIL QUE PARTICIPARAM EM MISSÃO DE PAZ SÃO GANHADORES :

          Em 1988, quando o peruano Javier Pérez de Cuéllar era Secretário-Geral da ONU, os Capacetes Azuis foram agraciados com o Prêmio Nobel da Paz por seu trabalho pacíficador, por participar de inúmeros conflitos desde 1956. Em 1993, o Capacetes Azuis da ONU recebeu o Prêmio Príncipe de Astúrias de Cooperação Internacional.

Em 1996, Declarados Patrimônio Histórico do Exercito Brasileiro.

 

BISPO JOÃO PEDRO DO NASCIMENTO

PRESIDENTE MUNDIAL DO COMITE DA PAZ

BOINA AZUL 6203 – PREMIO NOBEL DA PAZ 1988

PREMIO PRÍNCIPE DE ASTURIAS 1993.